Expressões da língua portuguesa

Expressões da Língua Portuguesa: (dos nossos antepassados aos nossos dias)
Saiba o significado de algumas das mais curiosas e espectaculares expressões da Língua Portuguesa:
1. Unhas de fome --> pessoa somítica.
2. Cortar as unhas rente --> ser sovina.
3. Meter a unha --> vender caro, explorar.
4. Comer à tripa-forra --> comer muito.
5. Com as tripas na mão --> com coragem.

6. Pôr-se nas trancas --> fugir.
7. Abrir os olhos --> compreender, desenganar.

8. Abrir o apetite --> provocar um desejo.
9. Abrir a mão --> abandonar, desprezar.
10. Abrir o coração --> desabafar.
11. Na era dos afonsinhos --> antigamente.

12. Ir por água abaixo --> perder-se.
13. Levar a água ao seu moinho --> conseguir os seus intentos.

14. Trazer água no bico --> ter uma intenção oculta.
15. Ficar em águas de bacalhau --> gorar-se.
16. Claro como água --> evidente, indiscutível.

17. Meter água --> fazer ou dizer asneiras.

18. Procurar agulhas em palheiro --> procurar uma coisa difícil.

19. Almas do outro mundo --> fantasmas.

20. Alma do padeiro --> a parte oca e interior do pão.

21. Dar a alma ao Criador --> morrer.

22. De corpo e alma --> completamente.

23. Comer o pão que o diabo amassou --> levar uma vida penosa.

24. Ter amor à pele --> não arriscar a pele; ser prudente.

25. Andar a cair --> estar muito bêbedo.

27. Andar aos ss e rr --> cambalear de bêbedo.

28. Andar cimeiro --> a cabeça.

29. Apanhar alguém com a boca na botija --> encontrar em flagrante.

30. Andar sobre brasas --> andar aflito, preocupado.

31. Apertar a boca ou o cinto --> comer pouco.

32. Apertar os cordões à bolsa --> restringir as despesas; poupar.

33. Ficar a apitar --> não conseguir; ficar logrado.

34. Tomar ar --> passear.

35. Ir pelos ares --> explodir.

36. Ir aos arames --> enfurecer-se.

37. Teias de aranha --> ilusões, preconceitos, fantasias.

38. Andar às aranhas --> andar à toa.

39. Ver-se em palpos de aranhas --> achar-se em apuros.

40. Arca por arca --> peito a peito.

41. Armar a -->pretender qualquer coisa.

42. Armar ao efeito --> querer atrair a atenção com belas aparências.

43. Barqueiro passa barqueiro --> ajuda de quem tem o mesmo ofício.

44. Armar barraca --> dizer disparates; fazer tolices.

45. Ter o rei na barriga --> ter ares muito importantes.

46. Cair pela base --> revelar-se sem fundamentos.

47. Bater a asa --> esvoaçar; fugir.

48. Bater com a língua nos dentes --> revelar um segredo.

49. Bater o pé --> mostrar-se obstinado; impaciente.

50. Bater no peito --> arrepender-se.

51. Bater a bota --> morrer.

52. Bater o queixo nos dentes --> tremer de frio.

53. De beiça caída --> descontente; amuado.

54. Estar ou andar pelo beiço --> estar apaixonado.

55. Fazer beicinho --> estar prestes a chorar.

56. De mão beijada --> gratuitamente; sem ser esperado.

57. Ir ao beija-mão de alguém --> prestar obediência; sujeitar-se; baixar-se.

58. Estar ou andar na berra --> estar em foco, ser falado.

59. Pancada de criar bicho --> muita pancada.

60. Ter bichos-carpinteiros --> estar irrequieto.

61. Bico-de-obra --> coisa difícil.

62. Arrotar postas de pescada --> impor-se como rico.

63. Dar o arroz --> castigar.

64. Vender por atacado --> vender por junto, em grandes quantidades.

65. Ver-se nas ataqueiras --> ver-se em dificuldades, aperto ou embaraço.

66. Não atar nem desatar --> ficar indeciso.

67. Num átimo --> num instante.

68. Olhos atravessados --> olhos vesgos, travessos.

69. Babar-se por --> desejar muito; estar apaixonado.

70. Estender o bacalhau a alguém --> apertar-lhe a mão.

71. Ter muito bagaço --> ser muito rico.

72. Andar na baila --> ser citado; andar metido em barulhos.

73. Andar aos baldões --> andar com azar; sofrer contratempos.

74. Trocas e baldrocas --> contratos fraudulentos.

75. Ficar de cara à banda --> ficar desapontado.

76. Mandar àquela banda --> mandar bugiar.

77. Dar água pela barba --> oferecer grande dificuldade.

78. Estar entre o martelo e a bigorna --> estar entre dois perigos.

79. Medir tudo pela mesma bitola --> não distinguir entre o bom e o mau.

80. Amargos de boca --> desgostos.

81. Abrir muito a boca --> vender caro.

82. Fazer boca doce --> amimar.

83. Ter o coração ao pé da boca --> ser muito franco; ser linguareiro.

84. Crescer água na boca --> desejar ardentemente.

85. Dizer à boca cheia --> dizer publicamente.

86. À boca da noite --> ao começar a noite.

87. Andar o carro adiante dos bois --> sucederem-se ou fazerem-se as coisas ao contrário.

88. Não ver bola --> não perceber nada.

89. Ser um bombo da festa --> apanhar muita pancada.

90. Andar aos bordos --> cambalear, estar bêbedo.

91. Dar um bordo --> dar uma volta.

92. Pôr o preto no branco --> assinar.

93. Ficar em branco --> não entender nada.

94. Ficar em brasa ou sobre brasas --> estar ou ficar muito irritado, inquieto, receoso.

95. Chegar a brasa para a sua sardinha --> procurar a sua conveniência.

96. Levado da breca --> insuportável.

97. Coisas da breca --> coisas espantosas.

98. Falar do alto da burra --> falar com arrogância.

99. Um burro carregado de livros --> um doutor.

100. Dar com os burrinhos na água --> ser mal sucedido.

101. Andar com a cabeça à roda --> fazer com que se não faça nada acertadamente.

102. Andar com a cabeça à razão de juros --> estar perturbado; andar desnorteado.

103. Virar a casaca --> mudar de partido ou de ideias.

104. Cortar a casaca --> dizer mal.

105. Queimar o último cartucho --> tentar o último esforço.

106. Ter culpas no cartório --> ser culpado de alguma falta ainda não punida.

107. Carregar nos calos --> levar caro.

108. Fazer caridades a --> ajustar contas com; repreender.

109. Ser unha e carne com alguém --> ser muito amigo de alguém.

110. À má cara --> à força.

111. Em mangas de camisa --> sem casaco.

112. Ficar sem camisa --> perder tudo.

113. Fazer a cama a alguém --> preparar-lhe uma situação desagradável.

114. Dar aos calcanhares --> fugir.

115. Descobrir a careca --> desmascarar.

116. Falar por entre os dentes --> resmungar; rosnar.

117. Custar os dentes da boca --> custar muito caro.

118. Custar os olhos da cara --> ser muito caro ou difícil.

119. Armar aos cucos --> armar ao efeito; fingir-se o que não é.

120. Correr a coxia --> andar sem destino.

7 comentários:

  1. Bacano isto da língua portuguesa. Está bué giro. Põe mais please. Bjcas.

    ResponderEliminar
  2. Grande parte também é bem conhecida aqui no Brasil, mas foi interessante conhecer as outras. Parabéns pelo belo artigo!

    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Essa língua portuguesa, é muito estranha Kim, aqui no Brasil algumas são bem conhecidas, sempre é muito bom conhecer curiosidades da língua portuguesa.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  4. Adorei!!! Tomei a liberdade de por um link para essa postagem no meu Blog. Espero que vc não se importe.
    A vontade era copiar e colar lá...rs

    Muito bom seu post.
    Abs
    Raquel

    ResponderEliminar
  5. Ótimo post, muitas dessas eu não conhecia e outras já tinha ouvido não não sabia o significado.

    ResponderEliminar
  6. Adorei as "pérolas" e até salvei.
    Muitas usamos e ouvimos normalmente.
    Língua Culta!!!

    ResponderEliminar
  7. Sou viciado em leitura. Leio de tudo, e a cada dia me delicio mais com a língua portuguesa. O post é espetacular. Parabéns.

    ResponderEliminar

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- O seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar a sua URL, comente usando a opção OpenID.

O estado do tempo

Tempo Lisboa

Veja também outros links:

Parceiros

Tedioso: Os melhores links Uêba - Os Melhores Links À toa na Net Seus links em um só lugar!
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!