Cancro/Câncer da Mama

O que é o cancro/câncer da mama
O cancro da mama é um tumor maligno do seio que afecta principalmente as mulheres.
Os homens também podem ser afectados, mas trata-se de casos muito raros.
É um tumor que se torna mais frequente com a idade, atingindo as maiores possibilidades na casa dos 50 anos. As formas tardias têm um desenvolvimento menos rápido.
Sintomas:
--> nódulos na mama;
--> qualquer deformação da mama;
--> irregularidade da pele;
--> dores na mama;
-->chagas em volta o mamilo;
--> secreção do mamilo;
--> emagrecimento;
--> fadiga;
--> palidez.
Principais causas do cancro da mama
A causa directa ainda não é conhecida. O risco de ser afectado por cancro da mama aumenta com a idade e se outras pessoas da família já foram afectadas.
Para além disso, os riscos são maiores se uma mulher foi fértil durante muito tempo, isto é, se o tempo entre a primeira ovulação e a menopausa foi muito longo. A amamentação parece ter efeito preventivo.
O nível de estrogénio, a hormona feminina, provavelmente tem a sua importância na formação do cancro da mama. Vários factores ligados ao ambiente também podem exercer uma influência.

Tratamento do cancro da mama

Se o tumor for pequeno e não apresentar sinais de infiltração, pode ser extraído com uma operação que significa, em geral, que uma parte da mama, às vezes a mama inteira, seja extraída.
Tumores maiores que já se tenham infiltrado nos gânglios linfáticos em volta da mama, são extraídos junto com estes. Muitas vezes, completa-se a operação com uma radioterapia que destrói as últimas células cancerígenas.
Tumores graves que já atacaram outros órgãos (por exemplo a outra mama, o fígado, os ossos ou os pulmões) não podem ser completamente extraídos com uma operação. Neste caso, o tratamento prevê radioterapia, quimioterapia, e às vezes hormoterapia.
Ao mesmo tempo, ao paciente serão ministrados medicamentos analgésicos e tratamentos para a dor.
Quando é necessário consultar o médico?
Nos casos de nódulos na mama ou deformação da pele do seio. Para além disso, torna-se necessária uma consulta em caso de secreção de líquido, sangue ou pus pelo mamilo ou se à volta se formaram chagas. E, obviamente, se houver dor no seio.
O que faz o médico?
O médico examina o seio com palpação e os gânglios linfáticos das axilas e das cavidades debaixo da clavícula. Ausculta o coração e os pulmões.
Os exames complementares incluem uma mamografia, uma excisão citológica e às vezes uma termografia.
Tratando-se de um tumor, este e os gânglios linfáticos à sua volta são extraídos normalmente com uma operação. Depois da cirurgia é necessário um controle médico periódico.
O que fazer sem a ajuda do médico?
Controlar pessoalmente e com regularidade o seio, apalpando as mamas à frente de um espelho. O exame torna-se mais fácil durante o duche. Ensaboe-se bem e apalpe o seio de forma sistemática. É importante que este exame seja realizado regularmente, por exemplo após cada menstruação, para descobrir possíveis mudanças.
Se o tumor for revelado logo no início, maiores serão as possibilidades de cura.
Como evolui o cancro da mama?
O cancro da mama evolui normalmente a partir de um pequeno nódulo na mama que no início não dói. Aos poucos, o volume do tumor aumenta e este às vezes ataca os gânglios linfáticos vizinhos ou outros órgãos. Pode existir uma secreção de sangue ou de líquido pelo mamilo e dores no seio.
Outros sintomas mais comuns são o emagrecimento, fadiga e palidez.
Depois do tratamento e de uma operação, é possível, se for o caso, fazer uma reparação cirúrgica do seio com uma mamaplastia.
O cancro da mama é perigoso?
Actualmente, na maioria dos casos, o cancro da mama pode ser descoberto precocemente graças à autopalpação e à mamografia feita periodicamente.
Os melhores resultados obtidos com os modernos tratamentos avançados permitem sarar entre 60 a 70% das pessoas afectadas por cancro da mama.
Apesar disso, esta doença ainda hoje nos casos piores, pode levar à morte.
Como evitar o cancro da mama?
Não se pode evitar, mas se fizer um exame do seio com regularidade, será possível descobrir a doença precocemente e aumentar as suas possibilidades de cura.
Veja também: (Clique aqui)

0 comments:

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- O seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar a sua URL, comente usando a opção OpenID.

O estado do tempo

Tempo Lisboa

Veja também outros links:

Parceiros

Tedioso: Os melhores links Uêba - Os Melhores Links À toa na Net Seus links em um só lugar!
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!