Saiba o que fazer quando o seu filho odeia a escola

Quando as crianças não gostam da escola
Eis algumas das razões mais co­muns pelas quais os miúdos não gos­tam da escola - com as respectivas estratégias para os recolocar no ca­minho do sucesso:
Ansiedade.
Um dos medos que fazem que os miúdos não gostem de estar na escola é a ansiedade da se­paração, que ocorre de uma forma mais frequente em alturas de problemas familiares ou quando a crian­ça se prepara para entrar para uma nova escola. Infelizmente, os pais poderão fa­vorecer essa ansiedade pela forma co­mo lhe responderem. Com os miú­dos mais pequenos, tenha cuidado com a forma como se despede deles nos primeiros dias de escola. Dizer de uma forma convicta «Diverte-te! Às 14.30 estou cá para te vir buscar» inspirará mais confiança que dizer «Não te preocupes: estarei cá em 10 minutos se precisares de mim».
Todos poderemos ajudar os nos­sos filhos a lidar com situações que lhes despertem medo (desde o intervir nas aulas até aos testes), ensaian­do com eles essas situações em casa. Dividindo os projectos maiores em etapas mais pequenas, podere­mos também fazê-los parecer menos assustadores. Ensine os seus filhos a substituir pensamentos como «vou falhar» por outros do tipo «tenho ca­pacidade para conseguir».
Solidão.
Algumas crianças não gostam da escola por não terem lá amigos. Poderá ser este o caso se o seu filho estiver sempre sozinho, se se fingir doente para evitar sair da sala nos intervalos ou oferecer aos outros os seus objectos mais precio­sos, na tentativa de que gostem dele. Os problemas derivados da soli­dão podem ser resolvidos melhoran­do o seu relacionamento com os ou­tros: Uma criança poderá precisar de aprender a olhar os outros nos olhos quando falam com ela, a falar mais alto ou a não gritar. Poderemos ensinar aos nos­sos filhos formas de começar uma amizade, tais como: «Eu chamo-me Tó e tu? Queres jogar à apanhada?» Muitas das crianças que se sen­tem sós nunca ouviram algo de bom acerca de si próprias.
Colegas violentos.
Por vezes, as crianças detestam a escola porque têm medo de lá ir. Se o seu filho estiver sossegado e ansioso, tiver pou­cos amigos na escola ou de repente ficar com a auto-estima abalada, po­derá estar a ser vítima da violência física ou verbal de um colega.
O conselho mais comum para ul­trapassar este tipo de problema ensine o seu filho a ter mais confiança em si próprio ­ nem sempre é su­ficiente. Mesmo quando as crianças são autoconfian­tes, multas vezes deixam-se afectar pelo problema. O seu conselho é de que as crianças, na primária, informem os professores. As crianças mais ve­lhas deverão andar sempre com os amigos e evitar os locais por onde andar o colega que as provoca. Se tiver de intervir, vá falar com o director, e não com os pais do pro­vocador. E, para evitar que o seu filho se envergonhe, seja discreto.
Problemas de aprendizagem.
Algumas das queixas que as crianças fazem em relação à escola derivam de problemas de saúde. Para elas, não gostar da escola acaba por ser fruto da frustração de estarem um passo atrás, por muito que se empe­nhem.
Outros dos problemas são os de visão que são sur­preendentemente vulgares, pelo que os pais deverão estar atentos aos in­dícios de problemas. Enquanto o seu filho lê, costuma tapar um olho, in­clinar a cabeça ou perder-se no tex­to? Segura os livros a uma distância menor do que aquela que separa os cotovelos dos nós das mãos? Quei­xa-se de comichão nos olhos, dores de cabeça e náuseas após um traba­lho mais exigente? Se for esse o caso, faça-lhe um exame completo aos olhos, que incluirá avaliações do con­trole do movimento ocular, focali­zação e percepção da profundidade, entre outros.
Alguns dos alunos menos moti­vados poderão não estar a ouvir os professores. Se o seu filho estiver com problemas em aprender os sons das letras (principalmente vogais cur­tas), marque uma consulta num es­pecialista de ouvidos. Deverá fazê-lo também se ele confundir palavras com uma sonoridade semelhante ou se fizer perguntas que já foram res­pondidas.
As crianças com dificuldades de aprendizagem sentem-se muitas ve­zes frustradas, não conseguem com­pletar trabalhos ou parecem ignorar o professor. Poderão não ser capazes de recordar coisas simples, tais como o seu próprio número de telefone, o alfabeto ou pormenores de uma his­tória que acabaram de ouvir. Se suspeitar que o seu filho sofre de um desses problemas, peça aos professores que mandem o psicólogo analisá-lo.
Antipatia por um professor.
E se o seu filho se queixar constan­temente de que um professor é «in­justo» ou «mau»? Por vezes, a solu­ção é simples: Juntar a criança e o professor na mesma mesa à hora do almoço poderá muitas vezes melho­rar a relação entre eles. Noutros casos, são necessárias ac­ções mais drásticas.
Mas não se esqueça de que os miúdos sabem pôr os pais contra os professores. Por isso, se o seu filho lhe contar uma história terrível acer­ca da escola, não presuma desde lo­go que se trata de toda a verdade. Fale com o professor, director ou con­selheiro escolar. Uma vez identifica­das as causas para o seu filho detes­tar a escola, poderá, em quase todos os casos, encontrar uma solução.

4 comentários:

  1. Tenho lido vários comentários sobre o assunto mas nenhum aborda o fato de a escola não ser interessante para as crianças. Vejo que, no caso do meu filho, não se trata de não ter amigos, ao contrário, ou os demais problemas mencionados acima mas sim o fato das aulas não serem interessantes, com excessão de algumas que são interativas. Acredito que o maior problema é o fato de as crianças estarem vivendo um mundo totalmente interativo com internet, TV a cabo, etc e a escola, ou o professor, ainda aplica o velho método de "jogar" as informações sem incentivar o aluno a pensar e analisar com uma abordagem que seja interessante a ele.
    Quero deixar claro que as informações do artigo também são muito importantes, inclusive o bullying que preocupa cada vez mais.

    ResponderEliminar
  2. estou tendo um problema parecido com os relacionados ao texto acima,meu filho chora todos os dias quando o deixo na escola,ele sempre alega que é porque sente saudade da mãe e do pai,´só que pra mim é uma desculpa que pouco me convence.Já conversei com ele pra tentar descobrir outro motivo,só que ele sempre repete a mesma desculpa saudade do papai e da mamãe,confesso que já estou bem preocupada com isso e até um pouco frustrada e sem paciência mesmo.

    ResponderEliminar
  3. o meu filho porta se mal nas aulas falando alto e destabilizando a aula, chega atrasado aos intervalos porqie fica a jogar a bola ao ao berlinde ja foi castigado mas não consigo fazer nada dele . hoje disse a professora que odiava a escola....no entanto sabe a materia toda ... qual a melhor maneira de lidar com isto... não sei...

    ResponderEliminar
  4. Minha filha chora todos os dias e alega que sente saudades da mamãe na escola. Estou muito preocupada e sem saber como reagir

    ResponderEliminar

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- O seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar a sua URL, comente usando a opção OpenID.

O estado do tempo

Tempo Lisboa

Veja também outros links:

Parceiros

Tedioso: Os melhores links Uêba - Os Melhores Links À toa na Net Seus links em um só lugar!
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!