Turismo em Portugal

A evolução da actividade turística
Até às primeiras décadas do Século XX, o turismo era quase exclusivo das classes sociais privilegiadas. Porém, após o fim da Segunda Guerra Mundial, o turismo tornou-se cada vez mais acessível à generalidade das populações, sobretudo nos países desenvolvidos, sendo actualmente um verdadeiro fenómeno social de massas, ao movimentar quase 850 milhões de pessoas.
O aparecimento do turismo como fenómeno de massa e o seu reconhecimento como uma actividade de grande importância económica surge, como já foi referido, nos anos posteriores à Segunda Grande Guerra Mundial. De entre os factores que mais contribuíram para a rápida evolução do turismo destacam-se:
--> o desenvolvimento dos transportes e das vias de comunicação;
--> a diminuição da burocracia nas fronteiras;
--> o aumento dos rendimentos das famílias (melhoria do nível de vida);
--> a generalização do direito ao gozo de férias por todos os trabalhadores;
--> a divulgação de informação sobre novos lugares.
O turismo passou então, num período de cerca de 50 anos, de uma actividade quase desconhecida para uma das principais actividades económicas, uma vez que:
--> é geradora de emprego;
--> estimula a produção de uma enorme variedade de bens (alimentos, equipamentos, etc.);
--> dinamiza os fluxos de capitais;
--> valoriza o património histórico, artístico e cultural das diferentes regiões.
A presença maciça de turistas altera assim, o ritmo tradicional da vida local, mas é geradora de novas actividades económicas e de receitas para uma região/país.
A afluência de turistas a um determinado país está dependente de vários factores como:
--> atractividade e preservação do meio natural;
--> existência de infra-estruturas, equipamentos e divulgação adequada;
--> riqueza do património cultural e artístico;
--> estabilidade política e social.
Tipos de turismo
São várias as motivações e os interesses que tornam possível a existência de diferentes tipos de turismo. Podemos distinguir os seguintes tipos de turismo:
--> turismo balnear (actividade associada à exploração das áreas litorais);
Na figura acima: Praia da Falésia - Algarve
--> turismo cinegético (actividade associada à prática da caça);
--> turismo cultural (actividade relacionada com aspectos culturais, históricos, etnográficos, gastronómicos, visitas guiadas a museus, ...);
--> turismo desportivo (actividade associada à prática de desportos: pesca desportiva, pesca submarina, vela, surf, pára-quedismo, canoagem,...);
--> turismo em espaço rural (engloba modalidades de agro-turismo, turismo de habitação, turismo rural e hotel rural);
--> turismo e montanha (actividade associada à exploração de áreas de montanha, que inclui actividades de esqui, trilhos pedestres, escalada, ...);
--> turismo religioso (actividade relacionada com áreas de interesse religioso ou de peregrinação);
--> turismo termal (actividade baseada na utilização terapêutica das águas termais);
--> turismo urbano (actividade baseada na visita e exploração dos centros urbanos, tanto de cidades antigas como de cidades modernas, incluindo visitas a monumentos, casas, jardins, ...);
--> turismo ambiental (relaciona-se com a descoberta e o contacto com ambientes naturais, com pouca ou nenhuma intervenção humana, onde os habitats selvagens estão bem preservados).
O turismo em Portugal
Até princípios da década de 60, o movimento de turistas em Portugal era bastante modesto. Todavia, a partir de então registou-se um aumento muito significativo, a ponto de o turismo assumir hoje uma importância económica extraordinária em Portugal. Emprega mais de 50 mil pessoas (10% da população activa) e gera receitas cujo valor representa entre 7% e 8% do PIB (Produto Interno Bruto). Acresce que esta actividade representa cerca de 25% do total das exportações de bens e serviços e cobre aproximadamente 50% do défice da Balança Comercial de Portugal.
Portugal está incluído no conjunto dos quinze mais importantes destinos turísticos do mundo, com cerca de 2% dos turistas. No espaço europeu, Portugal ocupa o décimo lugar na captação de visitantes.
O elevado número de turistas em Portugal deve-se, essencialmente a:
--> à grande diversidade e beleza paisagística;
--> à amenidade do clima (temperado mediterrâneo, com Invernos suaves e Verões quentes);
--> à qualidade e genuidade dos atractivos humanos (carácter hospitaleiro do povo português);
--> à existência de infra-estruturas hoteleiras de qualidade/prestígio e com baixos custos;
--> à extensão e beleza da costa portuguesa (1792 Km) com boas e numerosas praias de areia fina e águas de boa qualidade/pureza;
--> à existência de um património arquitectónico, artístico, histórico e cultural rico e diversificado;
--> à qualidade e diversidade gastronómica.
--> ao facto de Portugal ser um destino seguro para aqueles que o visitam.
A costa de Lisboa, o Algarve e a Madeira são as principais regiões turísticas de Portugal.
Apesar da maioria dos turistas que visitam Portugal procure um lazer balnear/recreativo, tem-se assistido, nos últimos anos, a um esforço de diversificação e qualificação de novos produtos turísticos, nomeadamente: o turismo termal; o turismo rural; o turismo activo (desportos náuticos, caça, golfe, etc.); o turismo de negócios e de congressos.
Destaques:
Turismo balnear: desde Viana do Castelo (cidade situada no litoral Norte de Portugal, passando pela costa alentejana (costa ocidental) até ao Algarve (costa sul), Portugal Continental oferece um número imenso de boas praias, muitas delas classificadas com a bandeira azul, símbolo de qualidade. Destacam-se na costa ocidental:Figueira da Foz; Nazaré; S. Martinho do Porto; região de Sintra/Cascais (junto a Lisboa); Costa de Caparica até ao Cabo Espichel passando pela região da Serra da Arrábida, de Sesimbra até Setúbal (todas perto da capital e com acesso rápido); a Península de Setúbal (Troia até à Comporta); Vila Nova de Milfontes e Sines, na costa alentejana; todo o litoral algarvio, desde Lagos até Vila Real de Santo António.
Também nos Arquipélagos dos Açores e da Madeira se podem encontrar boas praias. Destaca-se a Ilha de Porto Santo (Madeira).
Turismo de montanha e de neve: em Portugal Continental destaca-se a Serra da Estrela e na Madeira o Pico do Areeiro (aqui só esporadicamente com neve).
Na figura acima: Torre na Serra da Estrela.
Na figura acima: Serra da Estrela em Pleno Inverno.
Termalismo: são inúmeras as termas que se podem encontrar em Portugal Continental. Destacam-se as termas de Vidago, Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar) e de São Pedro do Sul.
Turismo em espaço rural: este tipo de turismo engloba várias modalidades como por exemplo: turismo de habitação (solares e casa apalaçadas); turismo rural (casa rústicas particulares);
agro-turismo (explorações agrícolas); casas de campo (casas particulares e casas de abrigo situadas em áreas rurais e com aspecto rústico);
turismo de aldeia (empreendimento composto no mínimo por cinco casas particulares situadas numa aldeia histórica. Destacam-se as aldeias: Marialva, Castelo Rodrigo, Almeida, Castelo Mendo, Linhares da Beira, Sortelha,Piódão, Castelo Novo, Monsanto, Idanha-a-Velha, Trancoso e Belmonte, todas a Norte de Lisboa. No Sul destacam-se as aldeias de: Telheiro, São Gregório, Évora Monte, Flor da Rosa, Pias e Santa Susana.
Turismo de natureza: destacam-se das 24 áreas naturais protegidas de Portugal Continental, as seguintes: Peneda-Gerês e Montesinho, bem ao Norte de Portugal; Serra da Estrela e Serra da Malcata no Centro do país; Estuários do Tejo e do Sado, Vale do Guadiana, no Sul. Nas ilhas, destaca-se o turismo vulcanológico do Arquipélago dos Açores e a Floresta Laurissilva (Reserva Biogenética) da Madeira, classificada como Património Mundial pela UNESCO.
Turismo cultural: são imensos os locais de interesse. Destacam-se aqui, mais uma vez, apenas alguns deles, sem desmérito dos outros locais. Parque Arqueológico do Vale do Côa;
Vale do Douro; cidades classificadas Património Mundial pela UNESCO (Évora, no Sul; Porto, no Norte e Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira - Açores). Destaca-se também todo o património artístico e arquitectónico de muitas cidades e vilas de Portugal. Também na capital - Lisboa - os turistas poderão visitar os inúmeros monumentos e percorrer os circuitos das colinas e dos descobrimentos em eléctricos do início do século XX, com informação gravada em 8 idiomas.
Destacam-se ainda as inúmeras festas e romarias que, principalmente nos meses de Verão, acontecem um pouco por todo o país.
Na figura acima: Festa tipicamente ribatejana (largada de toiros bravos).

Turismo religioso: destaca-se principalmente Fátima, no Concelho de Ourém.

Na figura: Santuário de Fátima. Por tudo isto e muito mais, vale a pena visitar Portugal de "lés a lés".

9 comentários:

  1. ei este blog está espectacular...!
    5*
    ainda por cima estou no curso de turismo.. e está a dar-me grande ajuda!! acredite!
    continuação de um bom trabalho!!!!








    5*

    ResponderEliminar
  2. Este sait e muinto bom e é muito
    interesante porque nos esplica tudo au promenor .
    Epero que metam mais formacao ao sait.



    Bejos Ana Sofia

    ResponderEliminar
  3. Mais um bom artigo! Está muito completo.Gostei. abraços

    ResponderEliminar
  4. Gostaria se possivel que me envia-se mais informação sobre o turismo em Portugal. Obrigado

    ResponderEliminar
  5. muito Bom obrigado




    Ass: lula

    ResponderEliminar
  6. este bolg é ...
    ... mt. fixe................................................................................

    ResponderEliminar
  7. Ajudou muito no meu trabalho sobre turismo em portugal e as sete áreas promocionais.
    Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  8. Bom Blog ... Parabéns Continua :)

    ResponderEliminar
  9. O assunto aqui tratado está muito bom, mas era importante mencionar as fontes, não?

    ResponderEliminar

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- O seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar a sua URL, comente usando a opção OpenID.

O estado do tempo

Tempo Lisboa

Veja também outros links:

Parceiros

Tedioso: Os melhores links Uêba - Os Melhores Links À toa na Net Seus links em um só lugar!
Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!